Desde 2017 Fortaleza não possuía três treinadores na mesma temporada

(Foto: Reprodução)

A última vez que isso havia ocorrido foi na temporada de 2017

Na noite da última quinta-feira (7), o Fortaleza anunciou de forma oficial o técnico Enderson Moreira. O treinador chega para substituir Marcelo Chamusca, que foi demitido após a derrota para o Sport por 1 a 0. Chamusca havia chegado ao Pici para ocupar a vaga deixada por Rogério Ceni. Com isso, um fato que não ocorria desde 2017 volta a acontecer: Fortaleza possuir, pelo menos, três comandantes diferentes na mesma temporada.

Anúncios

Naquela ocasião, o Tricolor de Aço teve ao todo quatro técnicos, foram eles: Hemerson Maria, Marquinhos Santos, Paulo Bonamigo e Antônio Carlos Zago. A partir disso, apenas Rogério Ceni, Zé Ricardo e Marcelo Chamusca comandaram o Leão. Esse fato demonstra uma estabilidade pouco vista no futebol brasileiro.

Levando em consideração a constante troca de treinadores no futebol nacional, onde alguns times chegam a possuir uma média de quatro treinadores por ano, o Fortaleza vinha sendo uma rara exceção. À título de comparação, o Ceará na temporada de 2019 teve quatro treinadores diferentes. Já na passada, foram três.

Anúncios

Contudo, vale o sinal de alerta ao tricolor. Nas duas vezes em que Rogério Ceni deixou o clube, a equipe não conseguiu um substituto à altura do trabalho exercido pelo técnico. Enderson foi contratado, justamente, por ter um modelo de jogo parecido com o ex-treinador do Fortaleza.

Deixe uma resposta