Retrospectiva 2020 – a conquista do Nordeste e o impacto de Vina

(Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

O camisa 29 do Ceará foi, de longe, o melhor jogador do nordeste na atual temporada

Dando continuidade a retrospectiva do Ceará em 2020, o destaque ficará para a Copa do Nordeste. Como foi trago anteriormente, Guto Ferreira chegou após uma polêmica saída de Enderson Moreira do comando alvinegro. Com muitos desafios pela frente, Guto vinha de uma passagem bastante questionável a frente do Sport.

Anúncios

Contudo, o ‘Gordiola’ soube lidar com a pressão inicial. Isso porquê, logo no seu segundo jogo, o treinador já sofreria uma derrota para o Fortaleza, no Clássico-Rei. Entretanto, a resposta ocorreu pela Copa do Nordeste. Na fase de semifinal, alvinegros e tricolor ficaram novamente frente a frente, duelando por uma vaga na grande final do Nordestão. Com gol de Klaus, o Ceará venceu o maior rival e caminharia rumo ao Bi-Campeonato invicto do nordeste, que seria conquistado diante do Bahia.

Na decisão, brilhou a estrela de Cléber. O centroavante foi decisivo nas duas partidas e, com isso, o alvinegro faturou pela segunda vez a ‘Lampions League’.

Anúncios

O efeito Vina

É praticamente impossível lembrar o 2020 do Ceará sem falar de Vina. Contratado no começo da temporada junto ao Atlético-MG, não demorou muito para o camisa 29 preencher a lacuna deixada por Thiago Galhardo. Em apenas um ano de clube, Vina já é considerado por muitos torcedores um dos maiores ídolos da história do Ceará. E não é por acaso. O jogador é o artilheiro do alvinegro na temporada. Além disso, foi artilheiro e melhor jogador na conquista da Copa do Nordeste.

(Foto: Felipe Santos / Ceará SC)

O 2020 do Ceará

No geral, o torcedor alvinegro encerra o ano com muitos motivos para comemorar. O clube cresceu dentro e fora de campo. Nas quatro linhas, além do título do Nordestão, o Vovô foi até às quartas de final da Copa do Brasil e ocupa, atualmente, a 10ª posição no Campeonato Brasileiro.

Anúncios

Deixe uma resposta