Ceará

Retrospectiva 2020 – Ceará começou o ano com desafios e várias contratações

(Foto: Felipe Santos / Ceará SC)

No começo da temporada, o Ceará trouxe inúmeros jogadores para ter um 2020 diferente do que foi 2019

Até o momento, o ano de 2020 para o Ceará vem sendo um dos mais marcantes da história do clube. O desempenho dentro de campo no Brasileirão, mais um título invicto da Copa do Nordeste e chegando longe nas quartas de final da Copa do Brasil, fazem, mesmo em um ano difícil para a humanidade, os alvinegros lembrarem com carinho de 2020. Com isso, o Portal Futebol Cearense irá trazer, em duas partes, uma retrospectiva do ano alvinegro.

Anúncios

Primeira parte – começo difícil e elenco recheado de novas caras

Contudo, engana-se quem acha que começou tudo bem. Após um 2019 abaixo das expectativas, lutando até a última rodada para não ser rebaixado à Série B, era necessário uma temporada totalmente diferente. Mesmo sofrendo com inúmeros protestos da torcida, o presidente Robinson de Castro manteve-se firme no comando, entretanto, ocorreram algumas alterações internas. A chegada do executivo de futebol, Jorge Macedo e o surgimento da marca própria, a Vozão, foram as mais expressivas.

Além de alguns atletas da temporada passada, o então treinador Argel Fucks foi mantido no cargo, após chegar no clube ao final do Campeonato Brasileiro do ano anterior. Ademais, a diretoria alvinegra trouxe inúmeros jogadores, com destaque para Vina, Fernando Prass, Tiago Pagnussat, Bruno Pacheco e Charles. Apesar disso, o começo de Argel não foi bom. Em cinco jogos no ano, o treinador venceu apenas um. Mas também não perdeu. Todavia, o elevado números de empates e o fraco desempenho interromperam a passagem do técnico por Porangabuçu.

Foto: Israel Simonton / cearasc.com

Chega então Enderson Moreira. Velho conhecido da torcida alvinegra, Enderson viria para a sua segunda passagem pelo Vovô. Sem conhecer o elenco, o treinador teve pequenas dificuldades em seu começo, entretanto, após vitória por 4 a 0 diante do River-PI, o Ceará começou a demonstrar um bom futebol. Porém, após o jogo contra o Sport pela Copa do Nordeste, onde a equipe cearense venceu por 2 a 1, as coisas mudaram.

Anúncios

Primeiro que aquele seria o último jogo antes da paralisação por conta da Covid-19 e porquê seria a última vez de Enderson Moreira no comando alvinegro. O técnico aceitou uma proposta do Cruzeiro e deixou o Ceará. Foi então, que quando tudo parecia perdido, chega Guto Ferreira para mudar tudo.

Foto: Israel Simonton / cearasc.com
Anúncios

Deixe uma resposta