Regularidade e disciplina: Bruno Pacheco completa 50 jogos com a camisa do Ceará; confira números

Foto: Fausto Portela/cearaSC.com

Contratado no início da temporada para suprir a lacuna deixada na lateral-esquerda desde a saída de Felipe Jonatan, Bruno Pacheco chegou ao Ceará com boas expectativas, após se destacar na rebaixada Chapecoense, em 2019.

Anúncios

Alvo de críticas por parte do torcedor no início da sua trajetória pelo Alvinegro, Pacheco, no entanto, é um dos grandes destaques da temporada do Ceará. Com regularidade e disciplina, o atleta chegou, ontem, ao seu 50° jogo com a camisa do Vozão.

Titular em 21 oportunidades no Brasileirão deste ano, Bruno Pacheco tem uma média de 89 minutos jogados. E além de ser pilar defensivo da equipe de Guto Ferreira, o lateral-esquerdo contribui efetivamente no setor ofensivo do campo.

Confira o mapa de Bruno Pacheco no Campeonato Brasileiro:

Créditos: SofaScore

LEIA MAIS | Bruno Pacheco é quinto jogador no mundo que mais atuou na temporada; Fernando Prass também consta na lista

Anúncios

A consistência ofensiva de Bruno Pacheco é claramente notada em números. De acordo com o site de estatística SofaSocre, o lateral-esquerdo tem uma eficiência no passe de 24.9, o que corresponde a 77%.

Além disso, com o estilo vertical e em transição de Guto Ferreira, Pacheco tem em média 15 passes por jogo no meio campo do adversário, correspondendo a 72%.

No entanto, não é só ofensivamente que o atleta se destaca. Como a sua função ao pé da letra exige, o lateral também tem bons números defensivamente. Ao todo são 7 jogos sem sofrer gol e uma média de 2 interceptações por jogo.

A regularidade aliada a disciplina é o carro chefe do lateral-esquerdo do Vovô. Considerando apenas o Campeonato Brasileiro, Bruno recebeu apenas um cartão amarelo com o Santos. Na mesma partida, o atleta recebeu o segundo cartão e foi expulso.

Anúncios

Após isso são 17 partidas no Brasileirão sem sequer levar um cartão amarelo, o que reforça o quesito disciplinar do atleta enquanto veste a camisa do Ceará.

Os números, por sua vez, reforçam o bom investimento feito pela diretoria alvinegra no início da temporada, quando garantiram os direitos do lateral-esquerdo por 2 milhões e 300 mil reais.

Anúncios

Deixe uma resposta