Fortaleza

Wellington Paulista reconhece má fase, mas exalta coletivo do Fortaleza: ‘Todo mundo luta’

(Foto: Bruno Oliveira/Fortaleza EC)

Wellington Paulista comenta sobre momento atual vivido pelo time

Cobrança

Nesta terça-feira, 15, o atacante Wellington Paulista concedeu entrevista coletiva. O camisa 9 comentou sobre a cobrança que o time vem recebendo, devido a resultados abaixo do esperado. Para o atleta, é importante que os próprios atletas se cobrem:

Anúncios

“Na realidade a primeira cobrança tem que ser interna, né. A gente sabe que o torcedor quer a vitória, o pessoal da imprensa vai falar o que aconteceu nos jogos anteriores, mas a cobrança tem que ser interna, tem que partir da gente. Acho que mais importante é saber que a gente tem que melhorar os aspectos que tem que melhorar, e trabalhar para isso”.

Treinamento

Nas últimas partidas, o que mais vem atrapalhando o Fortaleza de conseguir bons resultados são as finalizações de jogadas. O clube tem criado boas oportunidades, mas na hora de por a bola para dentro do gol, tem falhado. Diante disso, Wellington Paulista acredita que a resolução disso vem a partir dos treinamentos:

“Treinamento, não tem outra coisa a não ser treinamento. Porque se a gente tem chances clara de gols a gente tem que fazer os gols, e quando não faz, tem que treinar. Acho que é assim em todo trabalho. Quando você não consegue fazer uma coisa, você tem que treinar para poder melhorar”.

Anúncios

Momento de instabilidade

Diante do momento de instabilidade do Fortaleza dentro do Campeonato Brasileiro, Wellington Paulista acredita que não tem a ver com a chegada da nova comissão técnica e diz que o time apenas passa por um “mau momento”:

“Não, até porque a gente continua com o mesmo esquema tático, mesma forma de jogar. A gente só está vivendo um mau momento, que já estava vivendo com o Rogério antes. Então não tem nada de excepcional com a mudança de treinador não. A gente está tendo um pouquinho mais de confiança com o Marcelo Chamusca, então a gente vai conseguir dar a volta por cima. a gente sabe é uma oscilação normal do futebol, do Campeonato Brasileiro, todos os times passam por isso”.

Estrela do clássico

No próximo domingo, 20, Fortaleza e Ceará farão o último Clássico-Rei de 2020. Perguntado sobre quem será a “estrela” do confronto, Wellington diz que o que importa são os três pontos. Além disso, o atacante exaltou o coletivo do time tricolor:

“Em clássico a gente não precisa de um artilheiro específico, qualquer um que fizer gol para nós no clássico é o que importa. Aqui no Fortaleza é assim, a gente não está ligando para quem é o artilheiro, para quem que é o que mais se destaca, tem estrela. Nosso time não tem uma estrela específica, não tem um jogador que seja a estrela do time, nosso time todo mundo luta, todo mundo briga, se ajuda, que é o importante para o elenco. O importante são os três pontos”.

Siga o Portal Futebol Cearense no TwitterFacebook Instagram.

Anúncios
Guilherme de Andrade
Tenho 19 anos e curso jornalismo.
http://guilhermesport.wordpress.com

Deixe uma resposta