CAMPEONATO BRASILEIRO Entrevistas Floresta Série D

“A Série D é uma competição que se torna muito difícil pelo fato do mata mata”, afirma Leston após classificação dramática

Foto: Ronaldo Oliveira/Floresta EC

O Verdão da Vila está na próxima fase da competição e se aproxima do sonho do acesso para a Série C

O Floresta empatou em 2×2 com o Itabaiana-SE, fora de casa, na tarde deste sábado (12). E por ter vencido o primeiro jogo, avançou para as oitavas de finais da Série D. Os gols do Verdão saíram após os 30 minutos do segundo tempo, de forma dramática.

Após a heroica classificação, o técnico Leston Júnior participou de entrevista coletiva e destacou os pontos importantes da partida. Acompanhe:

Kilmer de Campos/ Rádio Assunção: Leston, fala um pouco sobre a dificuldade do jogo. Foram 90 minutos sinistros, de muita intensidade.

Anúncios

Leston Júnior: ”Realmente, a Série D é uma competição, nesse aspecto, que se torna muito difícil, exatamente pelo fato do mata mata. Porque por regularidade, nós teríamos, talvez, menos dificuldade para, de repente brigado pelo acesso ou conquistar o acesso. A medida que você tem jogos de mata-mata, dez minutos de distração, pode te tirar uma classificação. E foi importante a gente conseguir vencer esse mata-mata, porque nós sabíamos da dificuldade que seria aqui hoje, principalmente, em função da do campo. Era um campo que não daria pra que a gente jogasse da forma que nós estávamos habituado, mas os atletas foram muito comprometidos com a estratégia que nós estabelecemos. Tivemos ali uma dificuldade de dez minutos no segundo tempo, mas que foi superada com uma força mental muito forte de todos para que não desesperasse e para que recuperasse, vamos dizer assim, a vantagem que nós tínhamos pra concretizar essa classificação.”

Kilmer de Campos/ Rádio Assunção: Naquele momento dois a zero pra ele. O que você pediu ao seu time?

Leston Júnior: ”Acima de tudo, tranquilidade, porque momento de decisão e o futebol , eu digo sempre, ele imita a vida. Nos momentos de maior dificuldade da gente enquanto ser humano, como pai de família, como irmão, como filho, se você não tiver tranquilidade, inevitavelmente você não vai conseguir decidir certo. E naquele momento, nós nos vimos ali, fora da competição, porque o dois a zero nos eliminava e a gente precisava ter tranquilidade para poder, primeiro, igualar o marcador no sentido de fazer o gol e aí com a somatória total dos dois jogos, levar para os pênaltis. E se isso acontecer, se a chance do desequilíbrio do adversário era muito maior. E a gente conseguiu realmente ter assim, mentalmente, uma capacidade muito grande pra ser merecedor dessa classificação.”

Anúncios

Kilmer de Campos/ Rádio Assunção: As mexidas foram sensacionais. Você fez uma leitura perfeita do jogo. Até parabenizei você lá em cima, do Talisson, do Renê, do Núbio Flávio, jogadores que desequilibraram no segundo tempo.

Leston Júnior: ”São situações que a gente normalmente treina. Eu sempre digo que o jogo de futebol ele tende a se definir no último terço, vamos dizer assim, nos últimos trinta minutos. E, normalmente, é quando vem as mexidas. E e é importante dois aspectos, o primeiro, o atleta que entra, assumir o protagonismo, porque quando você faz uma substituição, ou você tem objetivo de melhorar aquilo que tá certo ou de corrigir aquilo que, por ventura, não vem acontecendo. Então, os atletas que entraram, assumiram esse protagonismo, porque também se prepararam muito para isso e isso é importante. É isso que faz com que a gente ganhe ainda mais confiança pro próximo mata mata, para que a gente possa continuar avançando na competição.”

Próximo Jogo

A equipe cearense voltará a campo no próximo final de semana, em data e hora se confirmar pela CBF. O adversário será o Juventude Samas, do Maranhão. Por ter feito melhor campanha que o adversário, o Lobo ganha a vantagem de decidir em casa. Por tanto, sabe-se que a primeira partida será fora de casa.

Anúncios

Deixe uma resposta