CAMPEONATO CEARENSE Crato Icasa OPINIÃO Série A - Cearense Série B - Cearense

O processo de descentralização do Campeonato Cearense

Foto: Segundo Filmagens/Icasa

Icasa e Crato conquistaram o acesso à elite

Nos últimos anos, a primeira divisão do Campeonato Cearense ficou centralizada com times da capital e da Região Metropolitana de Fortaleza. Apesar de ter Barbalha, Guarany de Sobral, Iguatu e Itapipoca intercalando participações nos últimos anos faltavam mais equipes do interior do Estado.

Retrato fiel do que já foi à elite do estadual, a segunda e terceira divisões do Campeonato Cearense tem clubes de todas as regiões do Ceará.

Anúncios

Em 2020, Floresta e Horizonte foram rebaixados para a Série B enquanto Icasa e Crato retornaram a primeira divisão. Assim, sem Ceará e Fortaleza que só entram na segunda fase, o número de equipes do interior do Estado na primeira divisão sobe para quatro sendo 50% dos participantes na primeira fase.

Além das duas agremiações da Região do Cariri, Barbalha, também das redondezas, e Guarany de Sobral disputarão a competição.

Para os próximos anos, o Campeonato Cearense deverá receber um palco antigo, mas repaginado e moderno. Até outubro, a transformação do Estádio Mauro Sampaio (Romeirão), na cidade de Juazeiro do Norte, em arena se aproximou da metade das obras concluídas (42%) e, com isso, o conjunto de arquibancadas em torno do campo vai se completando. A modernização da praça esportiva conta com R$ 74 milhões de investimentos do Governo do Ceará através da Superintendência de Obras Públicas (SOP).

Anúncios

Deixe uma resposta