Sem categoria

“Sentimento de tristeza pelo resultado”, diz Chamusca após empate com o Goiás no Castelão

(Foto: Divulgação/Fortaleza)

Tricolor de Aço agora enfrenta o Corinthians no próximo jogo da Série A

O técnico Marcelo Chamusca lamentou o empate com o Goiás (GO) na noite desta quinta-feira, 26, na Arena Castelão. Contra um adversário direto na luta pela permanência na Série A, o Tricolor de Aço desperdiçou chance de abrir vantagem para a parte de baixo e subir na tabela.

“Acho que o primeiro tempo interferiu sensivelmente no resultado final do jogo. Nós demoramos muito para entrar e até cobrei deles no no intervalo uma rotação maior, um pouco mais de intensidade, acelerar um pouco mais a bola. No segundo tempo amassamos o adversário, tivemos pouquíssimos problemas defensivos e criamos oportunidades bem claras para definir o jogo. (….) A gente leva um empate em um jogo em que a gente tinha tudo para ganhar. Sentimento, claro, de tristeza pelo resultado”, analisou o treinador na coletiva após o duelo.

Chamusca lamentou as chances desperdiçadas pelos atletas durante o jogo, que poderiam ter dado a vitória ao time. “O time só aumentou a rotação depois que eles fizeram um gol, aí mudamos nossa postura. Começamos a circular com um pouco mais de velocidade. Começamos a criar as oportunidades e faltou um pouco mais de capricho, principalmente nos enfrentamentos que a tivemos com o goleiro, para poder já primeiro tempo empatar”, disse.

Sobre o gol adversário, Marcelo admitiu que os jogadores esmeraldinos exploraram bem uma das poucas oportunidades que tiveram na partida. “Eles acharam um passe por dentro e o Figueiras achou o passe onde o Fernandão acabou enfrentando o nosso goleiro. Tem mérito pela qualidade da finalização e pelo passe também.

No entanto, Chamusca ressaltou que Fortaleza foi superior no jogo e faltou efetividade para marcar os gols e sair com a vitória. “Se você pegar os números do jogo mostra exatamente o que foi. São quinze finalizações por parte do Fortaleza, sendo que oito nós conseguimos acertar o alvo, eles finalizaram seis vezes, acertaram apenas uma e esse enfrentamento acabou resultando no gol”, explicou.

O trenador tricolor vê como aprendizado o resultado desta quinta para que o Leão do Pici possa concertar o erros e acertar nos próximos confrontos. “Acho que é uma lição importante, até para poder pensar nos jogos futuros, em relação a formação da equipe, criar uma alternância maior para quando enfrentarmos adversários que venham com o bloco baixo, que venham com esse tipo de comportamento (como o Goiás).

Israel
Jornalista

Deixe uma resposta