CAMPEONATO BRASILEIRO Entrevistas Floresta Série D

Leston Júnior fala sobre equilíbrio do Floresta: ”Isso é meio que um mantra da vida da gente”

Foto: Ronaldo Oliveira

Floresta pode garantir vaga na próxima fase da Série D do Campeonato Brasileiro nesta sexta-feira, 13

O Floresta é atualmente o terceiro colocado no grupo A3, no Brasileirão Série D. Com 20 pontos conquistados, o Verdão da Vila precisa de apenas uma vitória nos próximos três jogos para assegurar a vaga na próxima fase do certame.

Além da boa campanha, o time vem jogando um bom futebol. Tudo isso passa pela organização fora de campo, a boa montagem do elenco e claro, o grande trabalho feito pelo técnico Leston Júnior.

Anúncios

Leston concedeu entrevista ao Portal Futebol Cearense. O mineiro falou sobre o equilíbrio do time, entre ataque e defesa, classificação atual do clube e do próximo adversário, o Atlético de Cajazeiras. Confira:

O Floresta tem o segundo melhor ataque e a terceira melhor defesa. Podemos dizer que a maior qualidade do Floresta é o equilíbrio?

Leston Júnior:  ‘’Olha, acho que isso é meio que um mantra da vida da gente. A gente baseia praticamente todas as nossas ações no equilíbrio. E o futebol repete a vida  nesse aspecto. Acredito que isso é algo que a gente, desde o início da preparação, sempre que vem colocando. Não só no discurso, mas na prática do dia a dia, o quanto é importante a gente seguir e aí, taticamente falando, você conseguir marcar bem, sem abrir mão do jogo ofensivo e o contrário também, mas sem desguarnecer, sem perder o equilíbrio defensivo pra que você se torne um time competitivo e a gente vem sendo, ao longo desses 11 jogos. Time que realmente faz gol em praticamente todos os jogos. Só na estreia que nós não marcamos. E é uma equipe que sofre pouco defensivamente.’’

O objetivo principal do Floresta é a classificação para a próxima fase. Depois de conquistar esse objetivo, o time vai buscar a melhor posição possível ou isso não fará diferença?

Leston Júnior: ‘’Ela não é definitiva. Não é isso que vai definir as equipes que vão passar na sequência. É mais um aspecto emocional do que é técnico. Você se classificar em primeiro, a autoestima fica elevada. Mas não é uma coisa assim que a gente vai sofrer por isso, não. O importante, primeiro, é classificar, matematicamente e depois pensar, jogo a jogo, pensando numa estratégia global, né, porque a gente vai precisar zerar os cartões amarelos. A gente vai precisar, daqui a pouco, esses jogos para zerar os cartões desses jogadores e isso é mais importante do que a posição que eu vou classificar, então assim, a gente vai jogo a jogo analisar aquilo que vai ser o melhor para gente a cada semana, depois é claro que a gente conseguir matematicamente garanti essa posição .

Anúncios

Próximo adversário é o Atlético de Cajazeiras, que venceu o Guarany. Quais dificuldades você espera dessa partida?

Leston Júnior: ‘’Então, eu enfrentei o Atlético de Cajazeiras em 2018, quando eu trabalhava  no Botafogo PB, é muito difícil jogar la, porque, o gramado é muito difícil tocar a bola, difícil de se fazer um grande jogo tecnicamente, né, E a equipe do Atlético vem de uma vitória boa, fora de casa e é mais uma equipe que entrou no páreo, na briga pela classificação. Então, a gente espera muita dificuldade, um jogo muito brigado assim e a gente vai ter que se adaptar um pouco a isso pra conseguir sair de lá com grande resultado. ‘’

Essa semana foi aniversário do clube de 66 anos. Você tem alguma mensagem para o clube?

Leston Júnior: ”Eu tenho uma noção assim exata do quanto o clube cresceu ao longo dos 66 anos e principalmente nos últimos cinco anos, podemos dizer assim. Eu deixo uma mensagem assim, de uma torcida não só pra contribuir aqui com a nossa passagem, mas de uma torcida pra que na sequência o clube possa buscar ainda mais crescimento. O clube tem muita linha pra crescer, tem muitas possibilidades pra crescer institucionalmente. E tá no caminho certo. A gente espera que esse novo ciclo que se inicia hoje aí, de mais um ano de vida, possa trazer ainda mais crescimento pro desenvolvimento, não só esportivamente falando, mas também de representatividade, que tem assim um lado social bem trabalhado, voltado pra formação de atleta. Isso é algo positivo e a gente ficou na torcida pra que o crescimento seja sempre constante.”

O Floresta entra em campo na próxima sexta-feira (12), às 16 horas, contra o Atlético de Cajazeiras, no estádio Perpetão, na cidade paraibana.

Anúncios

Deixe uma resposta