Ceará

“Vamos buscar lugares ainda melhores”, afirma Samuel Xavier em coletiva pré-jogo

Foto: Reprodução/Vozão TV

Lateral-direito retornou de lesão na última partida do Ceará, contra o Sport

O lateral-direito do Ceará, Samuel Xavier, concedeu uma entrevista coletiva por meio de transmissão ao vivo realizada na Vozão TV na noite desta terça-feira, véspera da partida contra o Palmeiras, válida pelo confronto de ida das quartas de final da Copa do Brasil. O atleta retornou recentemente de lesão e comentou sobre a alegria de estar de volta ao campo de jogo, além de pontuar a importância do duelo entre Vovô e Porco nesta quarta-feira.

Anúncios

Samuel fez, no último domingo, sua primeira partida após retornar de lesão. O jogador foi titular no empate em 0 a 0 entre Ceará e Sport, na Arena Castelão. Perguntado sobre a sensação de estar de volta aos jogos, Samuel demonstrou muita alegria e satisfação: “Estou muito feliz de voltar a atuar, de voltar a estar ali dentro de campo podendo ajudar meus companheiros. Fiquei muito feliz de ter voltado nesse jogo do Sport, no qual completei 200 jogos com a camisa do Ceará. É muito ruim você passar um tempo no DM (Departamento Médico), vendo seus companheiros jogando e você querendo ajudar e não pode. Mas acredito também que foi um momento de aprender, momento em que eu pude refletir sobre muitas coisas da minha vida. Acho que a gente, na nossa vida, aprende com todas as circunstâncias. Mesmo nesse momento difícil de estar no DM eu pude aprender muitas coisas e agora estou feliz de estar à disposição do time e do professor Guto, para ajudar a equipe nesse momento tão crucial, tão importante, em que nós estamos vivendo um segundo turno do campeonato e já nessa fase da Copa do Brasil, que é muito importante e decisiva”.

O lateral-direito do Alvinegro também comentou sobre a boa campanha que a equipe vem fazendo na atual edição da Copa do Brasil: “Eu acho que a Copa do Brasil é um campeonato muito difícil, mas a gente aprendeu a jogar copa. Conseguimos esse título da Copa do Nordeste, com a nossa equipe se portando muito bem nos jogos e também na Copa do Brasil, sabendo jogar tanto fora de casa como dentro de casa. Eu acho que encontrar esse equilíbrio é onde algumas equipes têm dificuldades e por isso ficaram pra trás. A gente está sabendo jogar essas copas, então eu acredito que nós vamos buscar lugares ainda melhores, esse é o nosso objetivo, de toda a equipe, de todo o grupo, diretoria, comissão. Eu acredito que se a gente continuar nessa mesma pegada vamos conseguir um lugar melhor na Copa do Brasil”, disse Samuel.

Anúncios

A ausência de Samuel Xavier nas partidas do Ceará fez com que Eduardo, seu substituto, ganhasse certo destaque, fruto de uma maior minutagem no campo de jogo. Perguntado sobre o desempenho do companheiro, Xavier declarou-se feliz com o fato de o elenco estar muito bem capacitado: “Eu fico muito feliz com o Edu podendo entrar. Ele fez ótimos jogos, a gente sabia da qualidade do Edu, do grande jogador que ele é. A gente fica feliz, assim como quando outros jogadores quando entram no lugar daqueles que vinham fazendo mais jogos conseguem ir bem, a gente fica muito feliz porque isso é bom pro elenco. O professor Guto falou que ia rodar bastante a equipe porque esse ano é muito diferente por causa da pandemia, muitos jogos na sequência, então iam ter jogadores com mais desgaste. Eu acho que o mais importante é quem entrar poder dar o seu melhor pra ajudar a equipe. Acredito que todo mundo aqui do elenco está preparado, está mostrando isso. Os treinos têm sido muito fortes e todo mundo tem treinando bem. O Guto mostrou que ele não tem medo de colocar o jogador para jogar. Acredito que essa rodagem tem que ter para esse ano atípico que a gente está vivendo. Com isso, quem vai ganhar é a nossa equipe, é o nosso grupo”.

Samuel também comentou sobre os possíveis desfalques do Palmeiras e deu algumas perspectivas de como imagina que possa ser o jogo: “Uma equipe bem diferente daquela que a gente viu contra o Vasco. Acredito que por causa disso vai ser um jogo diferente, porque a gente vê os atletas que são as possíveis trocas, que vão entrar no lugar tanto de jogadores que estão machucados como de jogadores que foram para as seleções. São jogadores jovens, leves, então a gente acredita que o Palmeiras vem com jogadores leves e rápidos, até porque precisa, jogando na sua casa acredito que a ideia seja fazer um resultado bom e pode levar para a decisão na Arena Castelão. A gente viu algumas jogadas, os pontos fracos que eles têm, assim como eles também olham a nossa partida. Acredito que a nossa equipe está bastante preparada, com bastante vontade de sair com um bom resultado do Allianz Parque”.

Anúncios

Por fim, o atleta do Ceará comentou um pouco sobre como foi seu período de lesão: “Vou confessar que foi muito ruim. Eu tive lesão de grau um no Sport em 2016. Foi uma lesão não tão complicada como essa. Fiquei uma semana fora, voltei e depois de lá não tinha tido outra lesão. Eu sempre fui de ter muita sequência, muitos jogos, por onde eu passei. Aqui também eu estava tendo uma sequência muito boa e infelizmente acabei nessa contusão, que não foi uma lesão simples. Confesso que fiquei chateado, mas aprendi muito com isso. Fiquei chateado mesmo porque eu quero estar dentro de campo, ajudando nem que seja ali no banco, mas eu quero estar dentro de campo, ajudar meus companheiros, ajudar todo mundo para que o Ceará vença. Então foi muito difícil para mim passar por isso, mas acredito que todas as coisas, tudo na nossa vida, tem um tempo determinado e acredito que era o momento de aprender, então foi um momento de bastante reflexão para mim. Acredito que vou voltar mais forte, mais preparado mentalmente e fisicamente. Agora é continuar dando meu máximo para ajudar a equipe até o final das competições”.

Anúncios

Deixe uma resposta