Fortaleza

Juninho deseja sorte para Rogério Ceni, e vê jogo difícil contra o Bahia

(Foto: reprodução/Fortaleza EC)

Juninho voltará a jogar na Fonte Nova

Desejou sorte

Para iniciar a coletiva de imprensa, que aconteceu nesta terça-feira, 10, um dia antes do confronto diante do Bahia, Juninho, volante do Fortaleza, comentou sobre o momento atual de sua equipe, e desejou sorte para Rogério Ceni, que se transferiu para o Flamengo:

Anúncios

“A gente vive um momento diferente do que a gente vinha vivendo. Ficamos 12 jogos invictos e infelizmente nos dois últimos jogos acabamos tropeçando. A gente sabe tudo que envolveu as partidas, o quanto nós ficamos chateados e revoltados, mas também temos que virar a página. Sobre o professor Rogério, ele vinha fazendo um trabalho muito bacana aqui no Fortaleza, com muitas conquistas. A gente sabe que quando você fica em evidência as propostas vem, e a gente deseja sorte para ele, que ele tenha sucesso também no seu novo desafio”.

Reencontros

Hoje, Juninho é peça chave para o Fortaleza, mas, o atleta também fez sucesso no Bahia, adversário do Leão do Pici, nesta quarta-feira, 11. O volante leonino comentou sobre a sua volta a Fonte Nova, e sobre enfrentar seu ex-clube:

“Para mim é muito gratificante voltar a Salvador, voltar a jogar na Fonte Nova, um lugar que eu me sinto muito bem, me sinto a vontade. Fui muito feliz naquele estádio. Então estou até um pouco ansioso para essa partida, porque é a primeira vez que vou enfrentar o Bahia desde que saí daqui. Então é muita vontade de entrar em campo, voltar a vencer também, voltar para casa com esses três pontos, que vão ser de suma importância”.

Anúncios

União e vontade

Para Juninho, a união do elenco e a vontade de conquistar mais feitos pelo Fortaleza vai permanecer a mesma, independente do treinador que for contratado. O atleta ainda destacou a “sede por vitória” de todo o grupo:

“Nosso grupo é muito experiente, mas um grupo que tem muita sede de vencer, de conquista. Então essa união que a gente sempre teve, tenho certeza que vai continuar. Independente do treinador que chegar, ele vai chegar e vai encontrar um grupo com muita vontade e com muita dedicação. Tenho certeza que juntos vamos fazer um grande trabalho, independente do escolhido pela nossa direção”.

Jogo díficil

Antes de finalizar, o volante ressaltou que a partida desta quarta-feira, será “muito difícil”, devido ao momento do adversário, diz que o elenco precisa ter o espírito de luta para sair de campo com os três pontos:

“Sem dúvida nenhuma vai ser um jogo muito difícil, até porque o Bahia vem de dois triunfos. Então é muito foco, muita concentração. Professor Marconne que vai comandar a gente nessa partida, vai passar os detalhes para a gente. E é voltar aquele espírito que sempre tivemos, de luta, de comprometimento, de dedicação, que se Deus quiser nós vamos levar os três pontos para Fortaleza”, finalizou

Anúncios
Guilherme de Andrade
Tenho 19 anos e curso jornalismo.
http://guilhermesport.wordpress.com

Deixe uma resposta