Ceará

Luiz Otávio assume que os desfalques farão falta, mas ressalta confiança em todo o elenco do Ceará

(Foto: reprodução/Vozão TV)

Luiz Otávio comenta sobre jogo decisivo contra o Palmeiras

O zagueiro titular e um dos capitães do Ceará, Luiz Otávio, concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira, 09. O atleta iniciou a conversa elogiando os setores responsáveis pelas questões de logística e de recuperação dos atletas, e demonstrou total confiança nas decisões tomadas por eles:

Anúncios

“Essa questão do calendário, do nosso desgaste físico, isso aí tem sido administrado pelos setores de fisiologia, departamento físico, de logística, até de forma coerente. Eles tem sido muito bons, a gente conversa. Para mim, o que eles fizerem é sempre pensando no melhor, para que a gente possa ter um desgaste menor, e uma recuperação melhor. A gente confia plenamente no que eles tem feito”.

Desfalques

Luiz Otávio comentou sobre as ausências de Vina e Eduardo Brock, que cumprem isolamento social, devido terem testado positivo para Covid-19. Para o zagueiro, a falta será sentida, porém, diz que o clube não pode ficar refém dos desfalques:

“É sempre complicado perder alguém, ainda mais dois jogadores, da forma que foi. Toda ausência é sentida, né. Mas também toda ausência pode ser suprida. Os jogadores que estão jogando tem que se cuidar, porque todos os jogadores que agora não estão sendo utilizados tem plenas condições também de serem titulares da equipe. Com certeza a gente sente falta, mas a gente não pode ficar refém disso”.

Inteligência

Comentando sobre o próximo jogo do alvinegro cearense, Luiz Otávio diz que o Ceará precisa usar da inteligência para conseguir fazer um bom resultado diante do Palmeiras, pela Copa do Brasil:

Anúncios

“A gente tem que fazer um jogo com inteligência. Sabe que jogar lá é sempre difícil, contra o Palmeiras. Eles estão evoluindo, assim como a gente também. E eu espero que seja um grande jogo, vamos tentar construir um resultado com inteligência, jogar com inteligência para que a gente possa trazer um bom resultado lá de São Paulo”.

Grama sintética

O gramado utilizado no Allianz Parque, estádio do Palmeiras, é diferente da maioria dos campos brasileiros. No entanto, por ser uma grama sintética, Luiz Otávio acredita que isso pode influenciar na melhora da qualidade do jogo:

“Eu acho que não só nós, mas para eles também. Melhora a qualidade do jogo. A velocidade na hora de você fazer um passe e na hora de você se movimentar, isso aí eu posso ter certeza que vai melhorar. Essa grama é muito mais rápida, bola desliza muito mais. Mas ajuda bastante na qualidade do jogo”, finalizou.

Anúncios
Guilherme de Andrade
Tenho 19 anos e curso jornalismo.
http://guilhermesport.wordpress.com

Deixe uma resposta