BRASILEIRÃO Fortaleza

Após jogo polêmico na Copa do Brasil, Wagner Magalhães é escalado para partida do Fortaleza

Foto: Reprodução

Árbitro foi contestado por marcação de pênalti polêmico para o América/MG, contra o Corinthians.

A arbitragem da partida entre Bahia e Fortaleza no dia 11, válida pela 18ª rodada do brasileirão, foi escalada pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol). O árbitro principal para a partida é Wagner do Nascimento Magalhães – RJ/FIFA. Os Assistentes são Thiago Henrique Neto Correa Farinha e Carlos Henrique Alves de Lima Filho.

Polêmica nas oitavas

Na última quarta (4), Wagner apitou a partida entre América/MG e Corinthians, jogo de volta das oitavas da Copa do Brasil. Sua arbitragem foi muito contestada, principalmente pelo lance de pênalti que resultou no gol do América. em ataque do clube mineiro, Lucas Piton, do Corinthians, estava de costas para o lance e a bola tocou no seu braço enquanto corria. Com a penalidade assinalada, a reclamação foi geral nas redes sociais. O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, declarou que irá protestar sobre o lance na CBF.

Anúncios

Encontros anteriores

Não será a primeira partida do Fortaleza que Wagner estará com o apito. Além do primeiro Clássico-Rei da final do Campeonato Cearense em 2018, o árbitro FIFA também apitou ambos os jogos entre Fortaleza e Bahia pelo Brasileirão, em 2019. No primeiro turno, na 19ª rodada, o Leão empatou com o tricolor baiano em 1 a 1 fora de casa. Na última rodada, marcada pela festa com mosaico de LED da torcida do tricolor cearense no Castelão, o Fortaleza venceu por 2 a 1.

Protesto de Marcelo Paz

O Presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, desabafou após uma expulsão polêmica de Roger Carvalho contra o Fluminense. Frustado com a derrota e com a escolha da arbitragem, lembrou que havia visitado a CBF na semana anterior e pedido que mandassem ‘árbitros bons aos jogos do Fortaleza’.

“A gente teve problema contra o Atlético Mineiro, Felipe expulso no primeiro tempo, pelo Sávio. Contra o São Paulo, perdemos a classificação na Copa do Brasil em uma arbitragem desastrosa do Rodolpho Toski, jogadores expulsos, lances polêmicos”, lembrou.

Anúncios

Deixe uma resposta