Fortaleza

Paulão não crê em vida fácil do Fortaleza contra equipes da parte debaixo da tabela: “Esses jogos são os mais difíceis”

(Foto: Leonardo Moreira/Fortaleza EC)

Paulão retornará a zaga titular do Fortaleza após suspensão

Em entrevista coletiva, feita na tarde dessa quarta-feira, 04, o zagueiro Paulão, do Fortaleza, foi perguntado se, devido a lesão de Juan Quintero, o sistema defensivo precisaria de mais uma contratação, para ocupar o espaço deixado pelo colombiano:

Anúncios

“Acho que essa decisão cabe a diretoria. Não cabe a mim ter essa ideia e nem colocar isso. O Rogério é o treinador, ele que normalmente pontua nas contratações, então acho que isso não é o meu papel”.

Paulão terá Jackson como seu companheiro na defesa contra o Athletico Paranaense, no próximo sábado, 07. Para o camisa 25, os dois não sentirão falta de entrosamento:

“Não, eu já estou no Fortaleza há um ano, a gente vem trabalhando, mesmo que seja com o Roger, Jackson ou Quintero, nos treinamentos a gente acaba revezando, até mesmo para entender como é que o companheiro se posiciona, como que ele gosta de receber a bola. Acho que isso tá dentro do nosso dia a dia. Então acho que o entendimento vem muito mais dos treinamentos do que dos jogos”.

Anúncios

Para o zagueiro, o equilíbrio entre ataque (segundo pior da competição) e defesa (primeiro melhor do campeonato) no Fortaleza deve ser encontrado em breve. Paulão destaca a força individual do time, e a boa criação de jogadas para superar o momento ruim vivido pelo ataque:

“Nossa equipe acaba criando muitas vezes, e muitas das vezes a bola não entra. Então acho que o equilíbrio vai acabar acontecendo, nossa equipe tem um time muito veloz, no individual é muito bom”.

Nas próximas partidas, o Fortaleza enfrentará alguns times que estão brigando na parte debaixo da tabela. Porém, mesmo com a má fase pela qual os adversários estão passando, Paulão acredita que esses serão os jogos mais difíceis:

“Esses jogos são os mais difíceis. Eu vejo que jogar contra essas equipes que estão na parte debaixo da tabela é muito mais complicado. É aquela equipe totalmente franco atirador. Então acho que para isso é ter o equilíbrio, ter noção do que nós precisamos”, finalizou.

Anúncios
Guilherme de Andrade
Tenho 19 anos e curso jornalismo.
http://guilhermesport.wordpress.com

Deixe uma resposta