BRASILEIRÃO CAMPEONATO BRASILEIRO Ceará Fortaleza Série A

Conmebol faz mudança importante na Sul-Americana. Confira!

Foto: Divulgação / Facebook oficial Copa Sudamericana

A partir de 2021, o segundo torneio internacional mais importante do continente terá novo formato

Na manhã desta sexta-feira (2), o conselho da Conmebol fez alguns anúncios importantes para o futuro do futebol do continente para 2021. Entre as novidades, a mudança no formato de disputa da Copa Sul-Americana.

Novo Modelo

Já na próxima temporada, o torneio passará a contar com fase de grupos. Ainda sem muitos detalhes, sabe-se que teremos fase anterior de mata-mata disputada por equipes do mesmo país. A entidade emitiu um documento exemplificando como seria essa ”pré-sulamericana”.

Chama a atenção, o fato de não constar equipes brasileiras ou argentinas estarem de fora desse chaveamento prévio. Isso pode significar que clubes desses dois países se classifiquem direto para as fases de grupo.

Anúncios

Como serão as fases de grupos, também não foi detalhado. Imagina-se que seja em formato igual ao da Libertadores.

Foto: Reprodução

Mudança para Melhor

Desde 2003, ano da sua criação, a Sul Americana é disputada em formato eliminatório, sem chaveamento de grupos. Isso é ruim para os times que caem na primeira fase, com apenas dois jogos disputados.

A atual edição exemplifica bem esse argumento. Dos seis clubes representantes do Brasil na competição, apenas dois seguiram adiante. Atlético-MG, Fortaleza, Fluminense e Goiás caíram na primeira fase, disputando apenas dois jogos cada.

Isso implica negativamente em emissoras ou grupos de mídia que tenham interesse em exibir a competição em território nacional. A paulista Redetv! transmitiu ano passado o torneio e teve como principal aliado, o Corinthians, que chegou nas semifinais da competição, junto como compatriota Atlético-MG.

Esse ano, com a queda precoce dos brasileiros, restando apenas Vasco e Bahia, a emissora se distanciou da competição.

Com o novo modelo, cada brasileiro teria seis jogos mínimos, podendo terminar com até 13 jogos ao longo do ano.

Cearenses de Olho

É fato afirmar que os clubes cearenses que já participaram do torneio, mal aproveitaram a chance de estar em uma competição internacional. Em relação ao formato do certame, é claro.

O Fortaleza estreou na edição atual, enfrentando o bicampeão do torneio e heptacampeão e maior vencedor da Libertadores, Independiente, um adversário pesadíssimo. O Leão não fez feio e jogou de igual para igual, deixando a classificação escapar, já nos acréscimos. Apesar desse enredo e de toda luta e dedicação do time de Ceni, foram apenas dois jogos.

Pior para o Ceará, que nem a oportunidade de jogo contra equipes de outro país teve. O Vozão disputou a competição internacional em 2011, mas no formato da época, times de mesmo país se enfrentavam no primeiro chaveamento. O então semifinalista da Copa do Brasil, jogou contra o São Paulo e acabou eliminado.

Para a próxima temporada, com o elenco que os dois clubes do estado possuem, podemos imaginar um ou até mesmo os dois clubes retornando a Copa Sul-Americana e realizando mais jogos, aumentando suas receitas e com duelos contra estrangeiros, fazendo valer a participação no torneio.

Anúncios

Deixe uma resposta