Fortaleza

Tinga é vítima de racismo pós-Clássico; entenda

Foto: Pedro Chaves/FCF

Na noite da última quarta-feira (30), Ceará e Fortaleza se enfrentaram, na Arena Castelão, pelo primeiro jogo da final do Campeonato Cearense 2020. Com gols de Bruno Melo e Tinga, o Leão venceu o Vovô por 2 a 1 e ampliou a vantagem que já tinha para a partida da volta, que acontece no próximo dia 21 de outubro. Rafael Sóbis marcou o único tento alvinegro no confronto.

LEIA MAIS | Fortaleza vence o Ceará e amplia vantagem na final

Contudo, o episódio pós-Clássico ficou marcado por um ato de racismo contra o lateral-direito Tinga, do Fortaleza, autor do gol da vitória aos 46 minutos do 2° tempo.

Em uma postagem feita pela fotógrafa Kely Pereira, onde mostra o lateral comemorando o tento marcado contra o Ceará, um internauta comentou vários emojis de macaco. Após a repercussão nas redes sociais, o comentário foi apagado.

Confira a publicação da Kely Pereira e o comentário:

Foto: Reprodução

Com a repercussão do comentário feito na postagem da fotógrafa Kely Preira, o usuário que comentou os emojis de macaco pediu desculpa e afirmou “estou de coração partido”.

Foto: Reprodução

Ainda durante a madrugada desta quinta-feira (1), Kely se pronunciou em seu Instagram por meio de uma nota de repúdio.

Deixe uma resposta