BRASILEIRÃO CAMPEONATO BRASILEIRO Ceará COPA DO BRASIL Fortaleza Série A

Pela volta do público aos estádios, CBF se reunirá com os clubes

Foto: CBF

A ideia da mandatária do futebol nacional é a liberação de 30% da capacidade de cada estádio

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou que vai se reunir com todos os clubes da Série A, para discutir a possibilidade do retorno do público nos estádios. O projeto inicial prevê uso de 30% da capacidade máxima.

A entidade apresentou o projeto ao Ministério da Saúde, que aprovou o pedido já para outubro. O documento do Governo Federal não detalha qualquer medida sanitária a ser adotada.

Confira a nota divulgada pela CBF, na noite desta terça-feira:

”A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informa que recebeu parecer favorável do Ministério da Saúde (MS) sobre o plano de estudos para o retorno do público aos estádios nas partidas da Série A do Campeonato Brasileiro. A medida prevê a utilização de até 30% da capacidade dos estádios, a partir do mês de outubro, ainda sem data definida, mas condiciona a permissão à avaliação das autoridades sanitárias dos Estados e Municípios onde há clubes participantes da referida competição. O próximo passo para o desenvolvimento deste plano será a realização de uma reunião com os Clubes disputantes da Série A para discussão do tema, a realizar-se na próxima quinta-feira, 24, às 16h30, por videoconferência,  seguida do início da consulta às autoridades estaduais e municipais responsáveis.”

Anúncios

Liberação no Rio de Janeiro

O prefeito da capital fluminense, Marcelo Crivella, chegou a autorizar partidas com públicos, apenas no estádio do Maracanã, e justificou: ”São 20 mil a menos nas praias”. Porém, o governador em exercício, Cláudio Castro, adiou a decisão, na última sexta-feira,18, prometendo se reunir com a CBF e o prefeito Crivella.

Posicionamento dos Clubes

Após o anuncio de Crivella, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, se posicionou de forma contrária a decisão: ”O Corinthians só aceita a volta do público aos estádios se todos os times da Série A tiverem a mesma oportunidade, independente do estado ou cidade. Se não forem as mesmas condições pra todos não entraremos em campo.”

Em reportagem do UOL, outros clubes se mostraram contrário a decisão, como Palmeiras, Atlético-MG, Fluminense, Botafogo. A reportagens apurou ainda que clubes do Rio Grande do Sul,além de Ceará e Fortaleza, também planejam questionar uma possível volta do público apenas no Rio de Janeiro.

Anúncios

Deixe uma resposta