Buscando retomar bom futebol, Wescley celebra gol marcado: “Muito feliz”

Foto: Vozão TV

Meia vem sendo bastante utilizado por Guto Ferreira nas últimas rodadas     

Autor do segundo gol do Ceará na derrota por 4 a 2 para o Red Bull Bragantino, o meia Wescley concedeu entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, 21. O atleta falou sobre seu atual momento e da importância do gol para sequência da temporada.

Com o gol marcado, Wescley espera ter demonstrado a Guto Ferreira que o treinador pode contar com ele. Segundo o jogador, quando se entra em campo e  às expectativas são correspondidas, as chances de começar como titular aumentam. 

“Quando você entra num jogo e consegue jogar bem, você dar uma resposta boa pro treinador, aí cabe a ele escolheu ou não, né? Nas próximas partidas de você entra jogando, mas o importante é a gente consegui quando é solicitado dar uma resposta positiva pra ele saber que pode contar com a gente, que pode confiar, que a gente tá preparado aí pra poder dar conta e ajudar a equipe sempre”, disse.

O meia Alvinegro falou sobre o longo período sem jogar uma partida entrando como titular. Wescley contou o que faz para não se desmotivar devido a grande concorrência no elenco.  

“A minha última partida como titular foi há algum tempo e a gente quando passa  por essa situação, é se dedicar mais ainda nos treinos, né, porque a gente sabe que o Campeonato Brasileiro é longo e vai precisar de todos, então a gente tem que tá sempre treinando forte, dando nosso melhor, para quando surgir as oportunidades, a gente tá preparado aí, pra fazer o nosso melhor, para poder corresponder a altura do nível dos nossos companheiros”. ressaltou.

Sobre o gol marcado contra o Red Bull, o atleta comemora o fato de marcar após um longo período sem balançar as redes.

“Eu fiquei muito feliz, muito tempo que não marcava um gol, muito tempo também que eu não conseguia jogar, a gente entra, mas a gente que é jogador profissional, a gente que sonhou a vida toda em fazer isso, tá dentro de campo, jogando, sentindo a atmosfera do jogo, mas sabe que tem que respeitar nossos companheiros, respeitar também a decisão do treinador, o momento que cada um vive, mas eu fiquei feliz sim pelo pelo meu gol, infelizmente não veio acompanhado com a vitória, né?, do nosso time, mas faz parte do futebol”, concluiu.

Deixe uma resposta