“Isso não é um problema”, diz Tiago Pagnussat sobre a grande disputa pela titularidade na zaga no Ceará

Foto: Vozão TV

Zagueiro falou sobre o duelo na Copa do Brasil

Antes do decisivo confronto contra o Brusque, pela Copa do Brasil, o zagueiro do Ceará, Tiago Pagnussat, concedeu entrevista coletiva, nesta terça-feira, 15 e comentou sobre o último resultado da equipe, e também falou sobre o próximo desafio do alvinegro na temporada.

A vitória sobre o Flamengo, no último domingo, 13, para Tiago traz uma tranquilidade e confiança para a sequência: Um resultado muito importante para nós (vitória sobre o Flamengo), conseguir uma vitória dentro de casa em cima de uma equipe tão qualificada realmente nos traz uma tranquilidade e uma confiança muito boa para o que vem pela frente”

Anúncios

Diante da boa sequência que vem tendo, o zagueiro Tiago comentou sobre o que o ajudou a ter seu bom rendimento, principalmente após a paralisação do futebol: “A chegada do professor Guto, eu acredito que tenha sido importante, pois é um treinador que conheço a muito tempo. Sei a forma que joga, sei a forma que gosta que jogue”.

O camisa 3 acredita que a alta disputa pela titularidade na zaga do alvinegro não é um problema: “isso não é um problema, muito pelo contrário, acho que é uma virtude do Ceará, ter tantos jogadores qualificados na posição, temos o Brock também, temos o Lacerda, Klaus, Luiz Otávio, e acho que o mais importante é que cada jogador está dando o seu melhor, e está correspondendo dentro de campo”.

Sobre o próximo adversário do Ceará, Tiago diz que seu time deve ter uma atenção redobrada: “com as informações que nós temos, é realmente uma equipe que nós temos que ter uma atenção grande, pois já vem a alguns meses e anos demonstrando bom futebol. A gente sabe a dificuldade que vai ser jogar aqui dentro da casa deles, temos um campo com condições não tão favoráveis, então temos que estar atentos. Não tem margem para erro”.

Anúncios

Além do adversário difícil, o Ceará terá pela frente a dificuldade de jogar em um gramado com uma qualidade menor. Para não sofrer tanto, o zagueiro alvinegro disse que é preciso se adaptar ao gramado: “é, realmente é um ingrediente a mais no jogo. Nessas circunstâncias, você tem que se adaptar. As vezes um passe que vai dar para o companheiro, que você arrisque, você não pode fazer num campo desse, porque a bola quica de uma forma diferente, muitas vezes você não consegue dominar a bola num campo desse como você dominaria em outro campo”, finalizou o camisa 3 do Ceará.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s