CBF trava briga com clubes por Arena Castelão

Foto: AFP

O motivo do imbróglio é a qualidade do gramado do estádio, que vem sendo duramente criticado nos jogos da Série A

Desde a volta do futebol, o gramado da Arena Castelão vem sofrendo com a grande sequência de partidas. Todos os anos, com o grande número de equipes mandantes presentes na capital cearense, esse questionamento sempre é levantado.

Contudo, o Gigante da Boa Vista não era a única sede. O estádio Presidente Vargas era segunda opção. E na Grande Fortaleza, outros palcos surgiam como alternativa. Desta vez é diferente. O PV virou hospital de campanha durante a pandemia do novo coronavírus. Sobrou para a ”Arena de Copa do Mundo”, receber toda essa maratona de jogos.

No dia do retorno do Campeonato Cearense (primeiro torneio de futebol a voltar no estado), a arena já recebeu o primeiro jogo: Guarany x Fortaleza, no dia 13 de julho. Somado ao jogo da última quarta-feira, 9, entre Fortaleza x Sport, o período fecha em 16 jogos em dois meses. Para efeito de comparação, o Maracanã recebeu 15 jogos em quase três meses, tendo Flamengo e Fluminense como mandantes.

Anúncios

Mesmo sendo uma arena ”padrão FIFA”, gramado nenhum aguenta tantos jogos em tão pouco tempo. Nas últimas semanas, começaram as críticas. No último Clássico-Rei, o treinador do Fortaleza, Rogério Ceni, se juntou ao ”coro”, para pedir melhorias.

Pensando nisso, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), enviou um comunicado ao Governo do Estado do Ceará (gestor da arena), informando que só clubes da Série A (Ceará e Fortaleza) poderão mandar seus jogos no estádio. Já as equipes das séries C e D (Ferroviário e Floresta), deverão procurar outros locais para sediar seus respectivos jogos.

As diretorias dos clubes lesados não aceitaram bem a nova determinação. Veja a seguir a resposta dada pelas diretorias de Ferroviário e Floresta:

Ferroviário

A Arena Castelão segue sendo a única opção. É o único estádio disponível em Fortaleza. O Elzir Cabral está passando por reformas elétricas e sem condições de receber jogos oficiais. Já respondemos o ofício da CBF, informando que não há outra opção. Entendemos, ainda, que o Ferroviário, por, em média, jogar apenas 2 vezes no mês em casa, ou seja, apenas 180 minutos, não é o principal empecilho para um eventual desgaste de gramado. Além do quê, como estádio público que é o Castelão, entendemos também que o Ferroviário tem o mesmo direito de uso de todos os demais filiados e o Campeonato Brasileiro da Série C necessita de estádios com boa estrutura para o bom nível técnico da competição. Exigência, por sinal, do RGC e REC

Floresta

O Floresta Esporte Clube do estado do Ceará, residente da Cidade de Fortaleza, mandará seus jogos na Arena Castelão, pois o Estádio Presidente Vargas, hoje, serve como hospital de campanha contra o novo Coronavírus, no qual, é a única praça esportiva apta e com todos os laudos técnicos para receber jogos do Campeonato Brasileiro da Série D.

Vale destacar que a Vila Elzir Cabral, casa do Tubarão da Barra e que poderia também receber o Verdão da Vila, está em obras no sistema de iluminação, por não ter qualidade suficiente no sistema para receber jogos noturnos.

Os clubes responderão o comunicado da CBF e prometem brigar pelo direito de jogar no Castelão e refutam a ideia de jogar fora da capital. Aguardemos cenas do próximo capítulo dessa novela que se inicia.

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: