Manutenção de contrato com a Turner rende milhões ao cofres do Fortaleza; veja valores

(Foto: Luan Erick/Fortaleza EC)

A emissora Norte-americana travou queda de braço com clubes brasileiros recentemente

A decisão de manter contrato com a Turner para transmissão dos jogos na TV fechada vai render valor milionário aos cofres do Fortaleza. Com a negociação, o clube ganhou quantia de R$ 9 milhões a mais, sendo R$ 6,4 milhões em 2020 e os R$ 2,6 milhões restantes para o próximo ano.

Anúncios

Dessa forma, o clube receberá cerca de R$ 15,8 milhões nesta temporada e aproximadamente R$ 12 milhões em 2021. As informações são do jornalista Afonso Ribeiro.

Em agosto, o Tricolor de Aço junto a Ceará, Bahia, Athletico, Coritiba, Palmeiras e Santos decidiram preencher com empresa norte-americana. Apenas o Internacional, que também mantinha vínculo com a dona dos canais Esporte Interativo, ficou de fora.

Recentemente, a Turner e os clubes protagonizaram uma queda de braço. O Leão do Pici era um dos principais críticos, pois era o que recebeia menos em relação aos clubes que assinaram com a emissora. A empresa, por sua vez, ameaçava ir na justiça contra o times forçar uma rescisão do vínculo, por entender que as agremiações haviam quebrado uma série de regras contratuais.

Anúncios

Uma delas seria as transmissões na TV aberta, em que os oito times assinaram com a Turner para transmissões no Esporte Interativo, TNT e Space e com a Globo para TV convencional.

Além disso, o conglomerado não estaria contente com os números de audiência, faturamento, nem com as atitudes de seus parceiros no futebol brasileiro, que teriam se dobrado as exigências da emissora concorrente. Conforme o UOL, os números de audiência em 2019 despencaram cerca de 19%.

Anúncios

As agremiações, entretanto, negaram descumprimento do acordo, acrescentando ainda que a TV estaria dificultando um acordo para rescisão sem pagamento da multa, que somada gira em torno de R$ 2,1 bilhões segundo o UOL Esporte.

Os clubes, a Turner, a Globo e a MP das transmissões

Outro imbróglio veio a tona após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinar Medida Provisória 984/2020, que modifica a maneira de negociação dos direitos de transmissão das partidas entre clubes e emissoras de TV. Também conhecida com a “Lei do Mandante”, a MP autoriza os times que jogam em casa a decidirem onde os duelos serão transmitidos.

Anúncios

Os equipes que assinaram com a Turner apoiaram a medida. A legislação, no entanto, instaurou uma polêmica entre o Grupo Globo e o conglomerado norte-americano. As duas empresas têm contratos com parte dos integrantes da elite do futebol brasileiro. Em 2019, alguns jogos deixaram de ser transmitidos por este motivo.

Com a nova MP, as emissoras poderiam transmitir todas as partidas em que seus clubes disputassem em casa, independente de o adversário ter contrato com a outra TV. Ainda não há uma definição jurídica do que acontecerá nesses casos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s