Setor defensivo do Ceará tem o pior início de Série A desde o retorno do clube a elite

Felipe Santos/Ceará SC

Clube sofreu nove gols em quatro jogos.

O começo do Campeonato Brasileiro não está sendo fácil para o Ceará. A equipe, que fez excelentes jogos pela Copa do Nordeste, não conseguiu ainda repetir o nível de excelência encontrado no Nordestão. Já são quatro jogos sem vencer dentro do Brasileirão, sendo três derrotas e um empate.

Essa dificuldade de conseguir bons resultados muito está ligada ao rendimento do setor defensivo do Alvinegro de Porangabussu. A equipe comandada por Guto Ferreira, ficou marcada por ter um sistema defensivo sólido, que cometia poucos erros, mas nesse começo de competição, isso não tem acontecido.

O Vozão tem se postado bem taticamente, não tem feito jogos ruins, porém, em momentos chaves, a defesa comete erros individuais, que acabam comprometendo o resultado final da partida.

Anúncios

Na última partida, que ocorreu na noite de quinta-feira, 20, o Ceará vinha fazendo uma boa marcação, conseguindo anular o poder ofensivo do Vasco durante boa parte do jogo, mas surgiram as falhas individuais, que deram a chance do time carioca tomar a frente do resultado, e controlar a partida.

Desde que retornou a Série A, em 2018, esse tem sido o pior começo do setor defensivo do alvinegro. Já foram nove gols sofridos em quatro jogos. Números superiores aos dos anos anteriores (2018: 6 gols contra; 2019: 5 gols contra).

Um dos passos para o Vovô voltar a ter bons resultados, passa pela recuperação da confiança no setor defensivo. É o ponto mais forte da equipe, e um dos pilares para que o modelo de jogo proposto por Guto Ferreira dê certo.

Anúncios

Deixe uma resposta