Mesmo com 35 jogadores no elenco, Ceará tem poucas opções para Guto Ferreira

Foto: Felipe Santos/Ceará SC

Vovô precisa de reforços para a Série A

Apesar de ter um bom time e boas peças, o Ceará carece de mais opções para Guto Ferreira trabalhar numa competição tão longa. A ideia de trabalho do treinador é se adaptar ao adversário que vai enfrentar. Para isso, o elenco precisa ter peças para que o técnico possa fazer as mudanças necessárias sem perder a qualidade e intensidade do time.

Após uma maratona de jogos devido ao título invicto da Copa do Nordeste, os principais jogadores do Ceará ficaram desgastados tanto que nos duelos contra Sport e Grêmio, não conseguiu manter o desempenho após 15 minutos do segundo tempo.

Anúncios

Na derrota para o Atlético-MG, mesmo com várias mudanças no time titular, Guto conseguiu manter um padrão tático e fazer a melhor partida na Série A, até então. O revés veio por erros individuais e ficou nítido que o time carece de reforços para alguns setores.

Apesar de ter um elenco inchado, com 35 jogadores, faltam opções no plantel para que o ‘Gordiola’ implante mudanças necessárias em determinadas situações de jogo numa partida.

No ataque, apesar de muitos atletas, a característica da maioria e o desempenho são parecidos. Para atuar de extremo, Guto tem Mateus Gonçalves, Leandro Carvalho, Rick, Jacaré, Léo Chú e Rogério. Os dois últimos foram poucas vezes relacionados e estão atuando em jogos-treinos com o sub-23. Nessa posição, o treinador já utilizou Lima e Felipe ‘Baxola’, que ainda não desempenharam com regularidade em 2020. No setor, Fernando Sobral foi o atleta que melhor atuou pelo lado do campo.

Anúncios

Na parte mais criativa do meio-campo, Vinícius vem fazendo uma grande temporada, mas, pelo excesso de jogos, o jogador está fora de combate. Sem o meia, o Ceará tem dificuldades na criação de jogadas e na superioridade numérica na transição ofensiva. Para o setor, Wescley e Juninho Quixadá parecem ser peças nulas. ‘Baxola’ e Lima são mais escalados como “pontas”.

A conclusão é que, apesar de ter muitos jogadores, o Ceará tem pouca variedade para Guto Ferreira trabalhar e muitos jogadores estão aquém da intensidade necessária para o esquema montado pelo treinador.

O presidente Robinson de Castro se diz satisfeito com o elenco, mas Guto Ferreira já alertou a necessidade de reforços. Pelo menos quatro contratações pontuais são necessárias para que o Ceará tenha opções para tentar fazer um campeonato acima dos anos anteriores.

Anúncios

Deixe uma resposta