Guto Ferreira: “Copa do Nordeste já passou, agora temos que olhar pro Campeonato Brasileiro”

Foto: Felipe Santos/ cearasc.com

Ceará perdeu por 3 a 2 para o Sport

Guto Ferreira concedeu entrevista coletiva no pós-jogo entre Sport e Ceará, que aconteceu ontem, 08, na Ilha do Retiro. Com direito a “lei do ex”, do atacante Elton, com dois gols, o Alvinegro pecou onde não costuma pecar com Guto no comando: na parte de defensiva. A equipe cearense saiu derrotada pelo placar de 3 a 2 e teve, de longe, sua pior apresentação pós paralisação causada pela pandemia do Covid-19.

Guto avaliou o jogo de uma forma geral: “Acho que nosso primeiro tempo foi muito ruim. Não só o sistema defensivo, foi a equipe como um todo. Nós não estivemos bem no jogo, tivemos dificuldade de propor o jogo, tivemos dificuldade de marcar. E fomos vazados três vezes, uma delas numa situação que, pra nós fica meio esquisito, porque a gente já tava com a jogada na área, do outro lado, e aí voltou pro lance lá atrás, lance de interpretação que preciso ver melhor. Situação de que, tem ângulos da imagem que interpretam de um jeito, outros ângulos que interpretam de outro. Inclusive, com a TV que acompanhava dizendo que o lance não foi (Sobre o pênalti marcado para a equipe do Sport). Um lance que atrapalhou bastante naquele momento. Mas também não vou transferir a nossa responsabilidade pra esse lance. Atrapalhou sim. Acho que as mudanças que a gente fez no intervalo, conseguiram dar um pouquinho mais de estrutura pra equipe, a maneira que a gente armou. Tanto é que o segundo tempo foi 1 a 0 pra gente, mas como a gente tava dois gols atrás, não conseguimos nem empatar. Agora é trabalhar e olhar pra frente”, ressaltou o técnico.

Guto, desde que chegou ao Ceará, havia perdido apenas uma partida, o 2 a 1 para o Fortaleza pelo estadual, sua segunda partida comandando o time. Os times de Guto costumam não tomar muitos gols, são raros momentos em que as equipes que o técnico comanda, levam mais de dois gols.  

Na entrevista, o técnico alvinegro foi perguntado se a “maratona de jogos” do Ceará pode ter atrapalhado o desempenho do time na partida contra o Sport. Guto avaliou assim: “Com certeza, acho que não foi só a maratona de jogos, você vê que o Sport fez um ou dois jogos do campeonato local, mas são jogos de menor intensidade, nós jogamos semifinal e final após eles, né, e fora isso tivemos viagens, situação até dos festejos (comemoração de todo o plantel após o título da Copa do Nordeste). Achei a equipe um pouquinho amarrada no início, mas o campeonato tá aí, a gente tem que se superar. Temos que olhar pra frente, o que fizemos na Copa do Nordeste já passou, agora temos que olhar pro Campeonato Brasileiro e temos que voltar melhor na próxima partida.”, ressaltou o técnico.

Ainda analisando a partida contra o time pernambucano, Guto respondeu uma pergunta sobre quais fatores, na visão dele, fizeram o Ceará perder para o Sport, veja: “Eu acho que principalmente o primeiro tempo, nós tivemos dificuldade de compactação, acho que o time ficou muito aberto, nosso posicionamento defensivo foi muito passivo, a gente deixou o time adversário trocar muitos passes e tivemos muita dificuldade de agredir defensivamente. É próprio de quem de repente tá um pouco cansado, mas volto a falar, não transfiro responsabilidade, isso aí já passou e vamos buscar voltar melhor no próximo jogo”.

O Ceará jogou, em pouco menos de um mês, nove partidas. São, praticamente, uma partida a cada três dias. E em nenhumas dessas ocasiões Guto poupou o time titular, quando queria descansar alguém, mexia de forma individual, de um jogo pro outro. De fato, olhando todo o contexto de jogos, o Sport, pelo óbvio, estava mais descansado na partida de ontem, e transpareceu mais focado também.

Guto explicou assim a escolha de Mateus no lugar de Rick: “Mateus, nos dois últimos jogos entrou muito bem. A manutenção inclusive, é a questão da velocidade, de atacar as linhas. Você vê que as nossas principais jogadas, no primeiro tempo, vieram dos pés Matheus. Então, por isso a gente optou por ele. O Rick entrou, no decorrer do jogo, e já teve um pouco mais de dificuldade. O Rick, ele vem buscar pra depois acelerar. O Matheus já é um jogador mais experiente que consegue atacar as linhas e buscar as costas. E foi isso que nós buscamos: a característica do jogador, pro tipo de jogo”, respondeu Guto.

O Ceará volta a campo, já na quarta-feira, 12, para enfrentar a equipe do Grêmio, no Castelão. O técnico Guto Ferreira terá mais um grande desafio pela frente, a equipe de Renato Gaúcho vai ser o time melhor qualificado que o Alvinegro de Porangabuçu enfrentará este ano. O Vovô, que deixou de pontuar em um jogo, teoricamente mais fácil, contra o Sport, não pode deixar pra depois, precisa somar pontos o quanto antes, para não ter mais um ano lutando para não cair na Série A do Campeonato Brasileiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s