Conheça a história do garoto paulista que torce para o Ceará e tem Adilson Paredão como ídolo

Foto: Arquivo Pessoal

O ex-goleiro é um dos motivos do amor da criança pelo clube

Surgiram nas Redes Sociais na última segunda-feira, 20, fotos de um garoto de São Paulo que usava um uniforme de colégio como se fosse uma camisa do Ceará, que de caneta tinha inscrito o número 1 e o nome do ex-goleiro Adilson, que marcou época no vovô entre 2004 e 2012.

As fotos chegaram até Adilson por intermédio do pai do garoto, que pediu ajuda para consegui uma camisa oficial do clube para o filho. Como forma de ajudar Luiz Gustavo, de 5 anos, o ídolo do Ceará resolveu compartilhar as fotos na internet. Com apoio de uma torcedora do alvinegro, as imagens da criança chamaram atenção até de torcedores do Fortaleza na rede social Twitter.

Anúncios

Um usuário do Twitter que se identifica como torcedor do tricolor de aço comentou na postagem: “Sou torcedor do Fortaleza, mas faço questão de ajudar. Criança é criança. Alguém avisa aí como faz para colaborar”.

Diante da linda história de um garoto que nunca veio ao Estado, e que teria todas chances de torcer para times do eixo Rio/São Paulo ou mesmo para clubes europeus, algo que vem crescendo muito com a globalização e democratização das transmissões. O Futebol nos proporciona algo que nem o mais sábio dos mortais pode explicar. Por tudo isso, o Futebol Cearense foi atrás do garoto e sua família e aqui contamos um pouco de como surgiu o amor de Luiz Gustavo pelo Ceará e por Adilson Paredão.

Conseguimos contato com Gustavo, pai do garoto e torcedor do Vasco. Gustavo falou ao Futebol Cearense como surgiu esse amor do filho pelo alvinegro cearense. Para o Vascaíno foi uma surpresa. “Tipo assim do nada, a gente assistindo na TV aí ele começou a falar ‘Ceará, Ceará’, Ceará do jeito dele lá né?. Ele confundia Corinthians com o Ceará, por causa da cor da camisa. Então a gente foi mostrando para ele, não esse é o Ceará e aquele é o Corinthians, aí que ele falou, ‘não, é Ceará’. Aí comecei a pesquisar alguns vídeos e mostrar para ele, também um pouco da história do Vovô, o mascote, aí ele se apaixonou”.

Anúncios

Apesar de o pai e a mãe terem morado em Crateús e Russas aqui no Estado, Luiz Gustavo nunca esteve no Ceará e tão pouco seu pai acompanhava os jogos do time de Porangabussu. A família viajou para São Paulo logo que a mãe descobriu a gravidez. Com a insistência e interesse de Luiz Gustavo pelo clube, o pai passou a mostrar vídeos dos jogos do Ceará e títulos do time, o que aumentou a paixão da criança.

“Eu sou vascaíno, torço pro Vasco, ele é Ceará, ele fala que Ceará. Eu botei uns vídeos pra ele, alguns lances, a subida do Ceará para série A. Os títulos, aí ele se apaixonou”, disse o pai mais uma vez reafirmando o amor do filho pelo Alvinegro.              

O amor de Luiz Gustavo não se resume ao Ceará e suas cores. O garoto tem como ídolo o ex-goleiro Adilson (que como dito no início da matéria ajudou o pai a divulgar as fotos do filho para chamar atenção da diretoria alvinegra). Gustavo diz que mostrava alguns vídeos com lances marcantes de Adilson e assim o filho logo se interessou pelo ex-jogador e mais ainda pelo Ceará. “Ele começou a gostar do Ceará depois que eu comecei a mostrar vídeos do Adilson para ele”.

Sobre a ideia das fotos e da camisa improvisada, Gustavo disse que nesse momento não tinha condições de comprar o uniforme do time para o filho, então resolveu improvisar e dar a Luiz Gustavo através do seu amor e carinho algo muito maior que qualquer camisa oficial pode dar e dizer. A ação do pai mostra que o amor por um clube está antes de tudo dentro do coração, a distância, não conseguir ver jogos e não ter a camisa oficial do clube. Nada disso diminui o tamanho de um torcedor. O futebol desmistifica a ideia geral da paixão. E um pai conseguiu mostrar isso ao filho num simples gesto.

“Eu não tinha uma camisa pra comprar para ele no momento, não podia, e foi a melhor ideia que tive. Aí falei, o papai vai fazer uma camisa para você. Aí eu fiz, só que ele queria que eu pintasse de preto e num dava. Eu disse: essa aqui está boa, o papai fez bonita para você. Então ele foi e vestiu, essa foi ideia, ele queria a camisa no momento, eu não tinha e tive que fazer uma para ele”, destacou Gustavo.

Com a repercussão da história na internet, pessoas ligadas ao Ceará e a Torcida organizada Cearamor procuraram Gustavo para se dispor a enviar kits com produtos do clube para Luiz Gustavo. Nas conversas, as pessoas que segundo o pai, pediram para não ter os nomes divulgados, farão chegar até o garoto a tão sonhada camisa do Alvinegro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s