FC Memória – Há 20 anos, Fortaleza quebrava jejum e conquistava o título cearense

Foto: Divulgação

Tricolor saiu da fila de sete anos sem conquistar o estadual

O ano era 2000, o último do século XX, e o Fortaleza dava início a mais uma temporada na esperança de quebrar o jejum de títulos, que naquela época já durava sete longos anos. Na presidência do clube estava o, até então desconhecido, Jorge Mota, que montou um elenco mesclado entre jogadores locais e alguns atleta experientes de fora do estado. E foi assim que, há 20 anos, o tricolor muda o rumo da sua história.

Anúncios

A CAMPANHA

O Fortaleza fez uma campanha quase que perfeita durante todo o campeonato. Ao todo, foram 30 jogos, com 21 vitórias, 6 empates e apenas 3 derrotas. O Leão teve ainda o melhor ataque com 56 gols e a melhor defesa com 24 gols sofridos, um saldo positivo de 32 gols.

Anúncios

O campeonato foi dividido em três turnos. No primeiro, o Fortaleza deu indícios de que aquela temporada poderia ser diferente das outras. Com um início avassalador, o tricolor chegou nas semifinais como favorito, mas acabou decepcionando e foi eliminado pela forte equipe do Juazeiro nas decisões de pênaltis. O leão acabou vendo o rival Ceará conquistar o título.

Daniel Frasson, autor do gol do título. Foto: LC Moreira/Agência Diario

Nos dois últimos turnos o Fortaleza não deu chance ao azar, e dominou de ponta a ponta. Com vitórias marcantes, inclusive um 3 a 0 em cima do Ceará na semifinal do segundo turno, o Leão chegou para a grande decisão com a vantagem do empate.

A PRIMEIRA FINAL CEARENSE NO INTERIOR

A grande final colocaria frente a frente os dois maiores rivais do nosso estado, Fortaleza e Ceará. O tricolor ia em busca do título que não conquistava desde 1992. Já o alvinegro corria atrás do pentacampeonato. Nesse cenário surgiu um problema para a Federação Cearense de Futebol, FCF, o local da partida. Em reformas, o Castelão estava impossibilitado para receber tal disputa, e o Estádio Presidente Vargas, PV, à época, não transmitia muita segurança.

Foi aí que decidiram levar a disputa do Campeonato Cearense pela primeira vez para o interior do estado, mais precisamente Sobral, no estádio do Junco. E assim foi, no dia 16 de julho de 2000, tricolores e alvinegros entraram em campo para protagonizarem uma das mais emblemáticas finais de estadual.

Foto: LC Moreira/Agência Diario

Em um primeiro tempo dominante, o Ceará logo abriu o placar com o jogador João Marcelo. A tensão ficou para o Fortaleza, que só conseguiu se organizar na segunda etapa de jogo. O tempo ia passando e o nervosismo ia tomando de conta os torcedores leoninos, até que em uma jogada vinda da esquerda, aos 36 minutos, Daniel Frasson aproveita um rebote dentro da área e empata a partida. Delírio total no lado tricolor. Depois do gol, foi questão de tempo para que o peso de sete anos sem títulos pudesse sair das costas do Leão.

INÍCIO DE UMA DÉCADA DE OURO

O estadual de 2000, para o Fortaleza, representou muito além do que só a quebra de um tabu. Afundado em crise financeira e amargando a série C, o Leão conseguiu dar um salto de patamar com aquela conquista, saiu do ostracismo e voltou a figurar em grandes competições. Viu surgir ídolos, como Clodoaldo, R. Angelim, Rinaldo, disputou a primeira divisão em 2003, 2005 e 2006, disputou final de brasileiro, como a série B de 2002, e por fim, conseguiu conquistar o inédito tetra cearense em 2010, encerrando a dourada década.

Mas, para muitos torcedores, isso tudo só foi possível graças ao gol de Frasson, lá em Sobral, há 20 anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s