História de superação e motivação: conheça a trajetória do garoto Caio Santana, do Guarany

Foto: @pedrochavesce/@p3sport

Jogador é uma das esperanças do Guarany de Sobral no estadual

Uma das revelações do elenco principal do Guarany de Sobral para a volta do Campeonato Cearense 2020, o garoto Caio Santana, de apenas 18 anos, terá uma oportunidade após o Bugre desfazer o seu elenco. Para o Portal Futebol Cearense, o jogador contou o começo de sua trajetória, superação, a sua motivação principal para ainda lutar pelo os seus sonhos e para chegar até onde está atualmente.

Anúncios
Caio desde criança foi apaixonado por futebol

A primeira palavra que o garoto aprendeu a falar foi: gol. Segundo seu tio Wanderson, não poderia ver as laranjas nas cestas de frutas que as fazia de bola. Já muito cedo tendo esse contato com o futebol, o garoto começou a treinar em uma antiga escolinha de futsal o Grêmio dos Ferroviários, com ajuda do seu tio.

“Muito cedo percebemos que ele tinha algo diferente relativo ao futebol, daí comecei a brincar com ele dentro de casa, levava para campo… Assim que completou a idade mínima para o futsal, coloquei ele pra treinar na antiga escolinha dos Grêmio dos Ferroviários”.

Caio se destacava no futsal quando era criança

Ainda pequeno, Caio presenciou a separação de seus pais. Sendo assim, algum tempo depois, sua mãe conheceu Hélio, que passou junto com Wanderson, a acreditar no sonho do garoto em se tornar um jogador de futebol profissional.

Anúncios

Pouco tempo depois, o garoto começou a treinar num projeto de futsal do seu bairro, o Unibol, que disputava campeonato cearense de futsal e também alguns torneios de campo. Após vários anos no futebol de salão, Caio fez a sua primeira peneira para entrar em algum time cearense profissional e então conseguiu fazer parte da equipe do Ferroviário, com apenas 15 anos. 

A sua passagem pela Barra do Ceará não demorou muito. Foi dispensado no ano seguinte, com muitos problemas e tendo uma lesão, na qual o fez perder o campeonato estadual.

Além disso, seu tio Wanderson comentou como o garoto era tido até os 17 anos e também conforme o ajudava.
“De lá pra cá passamos por muitas coisas, deslocamento para treino em moto com chuva ou sol, viagens para jogos, treinos… É muita história! O Caio sofria muito até os 17 anos, pois ele era tido como pequeno!”.

Em 2018, Caio, Wanderson e Hélio conheceram o treinador Fernando Filho, ex-treinador do Tubarão da Barra, no projeto da Prefeitura de Fortaleza, Atleta Cidadão. Então, o jogador foi até ele para ser avaliado, sendo assim o professor percebeu que o jovem tinha muito potencial, mas precisava melhorar em alguns quesitos. Já em 2019, Caio ingressou nas categorias de base do Guarany de Sobral, com a força e a oportunidade que técnico Jorge Veras deu ao garoto para realizar uma avaliação pelo o Cacique do Vale.

Anúncios
Caio na sua passagem pelo Ferroviário

“Posso lhe dizer que não é só um treinador pra mim, porém é uma relação de pai para filho, pois depois de uma perda muito importante para mim, que foi após o dia que minha mãe faleceu, ele me aconselhou muito, chegava muitas das vezes para dar algumas palavras de motivação. Tanto na vida, como no futebol também, me ajudou de várias formas para que eu pudesse desenvolver mais e mais!”.

O atleta nos contou um pouco de como foi essa chance de entrar para a base do time de Sobral.

“Foi um pouco difícil minha ida para o clube, porém minha mãe estava passando por problemas de saúde, mas estava com medo, ansioso. Porém, ela me deu força pra encarar esse desafio que foi a primeira vez que sai de perto dela por um tempo. Então foi aí que cheguei lá, Jorge Veras me avaliou durante uma semana, e me colocou no elenco”.

O jovem de apenas 18 anos contou qual foi a sensação de ser apresentado oficialmente em um time cearense profissional. “Foi um momento muito especial para mim, pois olhei toda minha história, achei até das vezes que não iria conseguir, porém sou muito grato o Guarany por essa oportunidade, só tenho a agradecer por realizar meu sonho de criança! Que eu possa ter oportunidades nesse restante do campeonato, e conseguir o meu primeiro contrato profissional”, citou ele.

O atleta enfrentou nos últimos cinco anos a luta da sua mãe Lanucy Danielle contra o câncer. Infelizmente, em fevereiro deste ano, ela faleceu. Apenas dez dias após o seu falecimento, o seu filho Caio foi apresentado pelo o Rubro-Negro para disputar a temporada do estadual sub-19, mas por conta da pandemia do novo coronavírus foi interrompido.

Anúncios

“Minha irmã sempre estava presente em tudo… Inclusive mesmo já estando bem debilitada por conta de várias cirurgias e quimioterapias… Ela ia assistir ele jogar”, afirmou Wanderson.

Treinando desde começo da quarentena em casa todos os dias, sendo dois períodos diários, sempre pensando numa oportunidade que poderia surgir, o atleta voltou preparado para jogar no elenco principal quando a prática esportiva retornasse na cidade de Sobral. Inclusive também nesse período de Covid-19, recebeu a ajuda de sua prima e do seu esposo atleta, Pablo Castro, que atualmente está jogando pelo o Bordeaux, da França.

Nesse período, com a ajuda de Pablo, referente a nutrição e suplementação, Caio acabou crescendo mais oito centímetros e teve um ganho de massa muscular, além de um melhor condicionamento físico. Wanderson também relatou como divide as despesas na vida do atleta.

“São muitas pessoas envolvidas nesse sonho, não tem como eu contar tudo ou citar o nome de todos. Mas eu e Hélio somos diretamente ligados a ele nessa batalha. Dividimos despesas que são necessárias como academia, suplementação, alimentação, chuteira, dentre outras coisas”.

@pedrochavesce/@p3sport

Caio relatou que foi bastante emocionante receber a notícia que iria se juntar a equipe para disputar a volta da competição cearense e da mesma forma batalha bastante para ter seu primeiro contrato profissional.

“Me emocionei bastante, minha família estava presente na hora, conquista que dediquei minha mãe! Momento único. Que eu possa ter oportunidades nesse restante do campeonato, e conseguir o meu primeiro contrato profissional!”.

Contudo, sempre tendo o apoio de familiares, inclusive da parte paterna. Vale ressaltar que mesmo com a separação, o pai do atleta é muito amigo do seu padastro, Hélio. O jogador ainda nos falou que busca a classificação sobre a volta das atividades esportivas no estado. “Em busca da classificação, pois estamos focados nesse objetivo, mas cada jogo é cada passo!”.

A situação financeira do Guarany de Sobral não é favorável tanto que o clube perdeu quase todo o elenco e comissão técnica para o restante do Campeonato Cearense, mas os jovens que irão representar o campeão brasileiro da Série D de 2010 tratam a situação como uma oportunidade única para se firmar como profissional e quem sabe figurar no elenco da quarta divisão em 2020.

Anúncios

Um comentário sobre “História de superação e motivação: conheça a trajetória do garoto Caio Santana, do Guarany

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s