Com saudade de treinos e jogos, Leston Júnior admite preocupação com os atletas

Foto: Ronaldo Oliveira/Floresta EC

O clube continua com a rotina de atividades virtuais em meio a Pandemia

Mesmo com a liberação da volta dos treinamentos presenciais das equipes cearenses a mais de um mês pelo Governo do Estado do Ceará, o Floresta ainda não tem data prevista para o retorno das atividades, continuando os seus treinamentos de forma virtual com os atletas. Em sonora divulgada pela assessoria do clube, o técnico Leston Júnior falou sobre a experiência de comandar os treinos virtuais e a expectativa sobre a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro.

Na sonora, Leston Júnior enfatizou a saudade de comandar a equipe nos treinos e jogos do Lobo da Vila Manuel Sátiro, do período em que os atletas estão sem treinar de forma conjunta em campo e como essa lacuna de tempo sem treinos presenciais pode prejudicar o elenco de forma profissional:

Anúncios

“É uma saudade grande de estar fazendo aquilo que se ama, estar no campo, trabalhando para desenvolver o máximo de individualidade dos atletas na construção de uma equipe competitiva. Mas paralela a essa saudade tem a preocupação profissional. Sabemos que pode ter impacto na carreira desses atletas, uma inatividade tão longa, sem precedentes; nunca vivemos isso. O atleta de alto rendimento precisa de treinamento. Sabemos da importância do retorno para que se consiga dar aos atletas o que eles mais precisam nesse momento, tentar de alguma forma recuperar ou minimizar esse tempo parado, para que eles possam dar sequência nos seus trabalhos e carreiras profissionais. Então obviamente, não só por parte nossa, de todos os atletas, de todas as pessoas envolvidas, há um sentimento de saudade grande, uma expectativa que esse retorno possa acontecer o quanto antes”, disse Leston Júnior.

O elenco do verdão vem se preparando, mesmo que de forma virtual, para o Campeonato Brasileiro da Série D, única competição que o clube disputa, já que a equipe foi rebaixada no Campeonato Cearense ainda na primeira fase.

Com relação à competição nacional e as dúvidas sobre o possível calendário, o treinador declarou: “A Série D sempre foi uma competição que se caracterizou jogos com intervalos semanais, e isso sempre foi positivo no que diz respeito a preparação das equipes para cada rodada, mas precisamos ter o entendimento que vivemos um momento atípico. Não só no futebol, mas como na humanidade como todo, em função dessa pandemia. Algumas adaptações vão precisar serem feitas para que se consiga jogar a competição com intervalo menor de tempo entre os jogos para se cumprir um calendário”.

Anúncios

Para finalizar a sonora, o comandante do Floresta ainda destacou dois cuidados nesse período de retorno gradativo no futebol: “A primeira é a preparação dos atletas; uma vez em que eles estão vindos de uma inatividade longa, de cinco meses. Já a segunda é ter um elenco que dê condição de fazer algumas variações e rodízios, para não expor os atletas o risco tão grande de lesão, conseguindo cumprir a todos os jogos, tendo uma equipe competitiva e em condição de fazer grandes jogos”, finalizou o treinador.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s