Negociação entre Fortaleza e Santos por Jean Mota está “travada”, diz Marcelo Paz

(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Tricolor já fez proposta oficial, mas não agradou o time paulista

Segue o impasse na negociação entre Fortaleza e Santos (SP) para o retorno de Jean Mota ao Pici. As tratativas esfriaram e não apresentaram evolução nos últimos dias, conforme o presidente do clube, Marcelo Paz.

Anúncios

“Situação está travada. Não conversamos com o Santos desde a sexta-feira à noite”, disse o mandatário Tricolor. As informações são de Fábio Lázaro, setorista do clube paulista no Lance. Paz não detalhou os motivos que impedem o avanço do negócio, apenas afirmou que tratava-se de “sigilo de negociação”.

O Leão do Pici ofertou R$ 4,5 milhões pela compra em definitivo do meia-atacante, com pagamento parcelado, mas o valor de entrada não teria agradado o peixe. Conforme o Lance, a cifra que seria paga no ato da compra é inferior a 20% do passe do atleta.

A direção do Alvinegro da Vila esperava um montante mais alto na entrada. O clube tem pendências financeiras, como por exemplo, o não pagamento do zagueiro Cléber Reis, com o Hamburgo (ALE), ainda em 2017.

Anúncios

A negociação

As tratativas estão sendo realizadas por Marcelo Paz e José Carlos Peres, presidentes das duas equipes. A ideia inicial era um empréstimo do jogador, com o Fortaleza pagando o salário integral e uma cláusula de compra obrigatória ao fim do vínculo.

Depois, o Tricolor de Aço ofereceu R$ 4,5 milhões pela compra definitiva do atleta, com valor parcelado, mas as negociações “esfriaram” por conta do valor de entrada oferecido pelo Tricolor.

Anúncios

Jean tem contrato com o Peixe até 2021. O meia, que já foi destaque do Leão do Pici em 2016, foi adquirido pelo Santos por apenas R$ 800 mil. O meia é desejo antigo da diretoria do Leão do Pici e agrada tanto o técnico Rogério Ceni, quanto a torcida.

Eleito o melhor jogador do Campeonato Paulista em 2019, o jogador perdeu espaço na equipe comandada por Jorge Sampaoli, atualmente no Atlético (MG). Pelo Fortaleza, ele disputou 32 jogos, marcando seis gols e dando o mesmo número de assistências.

O Santos detém 80% do passe do atleta, o Fortaleza 12% e os 8% restantes pertencem a empresa que gerencia o meia.

Anúncios

Deixe uma resposta