Após solicitação de sócios, Conselho Deliberativo do Fortaleza instaura processo disciplinar contra Advíncula

O “Caso Advíncula Nobre”, Presidente de Ética do Fortaleza, que publicou mensagens de cunho homofóbico em seu Facebook, continua dando o que falar. Na última sexta-feira, 5, a Mesa Diretora do Conselho Deliberativo do clube divulgou uma nota oficial sobre o assunto. O CD do leão resolveu instaurar um processo disciplinar em desfavor de Advíncula.

A medida foi tomada após o conselho receber um requerimento assinado por 315 sócios-torcedores, solicitando a destituição de Advíncula do cargo. Ainda segundo a nota divulgada pelo Conselho Deliberativo, será apurado as condutas praticadas em violação ao artigo 29, I, do EFEC, e artigos 6º, 7º e 8º do Código de Ética.

O prazo para conclusão do processo é de 30 dias. A votação para abertura do processo disciplinar foi de 4 votos favoráveis para 1 contra. O julgamento final será realizado pelo Pleno Do Conselho Deliberativo.

REQUERIMENTO DE DESTITUIÇÃO ASSINADA POR SÓCIOS

Na quinta-feira,4, um grupo de torcedores do Fortaleza iniciou o processo de colher assinaturas de sócios-torcedores. Ao todos, 315 associados assinaram o manifesto pedindo a destituição de Advíncula Nobre do cargo.

No requerimento, as razões são para o pedido de destituição do mandato são a criminalização da homofobia, o grave dano moral e de imagem ao Fortaleza Esporte Clube, o desrespeito ao Código de ética, da eventual alegação de manifestação em perfil social e da perda de confiabilidade da atuação do requerido.

O requerimento também solicita, baseado no cumprimento ao artigo 97 do estatuto do clube, parágrafo único, o afastamento do mandatário sobre o qual recai a denúncia enquanto durar o processo, a fim de permitir a apuração isenta dos fatos.

ENTENDA O CASO

No dia 2 de junho, Advíncula Nobre, Presidente do Conselho de Ética do Fortaleza, publicou em seu Facebook uma foto com dois jornalistas homens (Lucas Gutierrez, da Globo, e Cartolouco) dando um “selinho”. A publicação da imagem veio acompanhada de uma mensagem dizendo que, na opinião de Advíncula, um beijo gay seria atentado ao pudor e de que Homosexuais não deveriam se beijar publicamente.

A publicação gerou revolta de grande parte da torcida tricolor. Advíncula Nobre chegou a pedir desculpas na mesma rede social, mas o pedido não foi o suficiente para impedir a instauração do processo disciplinar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s