Solidez e velocidade: Tinga, Osvaldo e Romarinho se consolidam como peças primordiais em 2020

Ceni tem um time na ponta dos cascos e ótimos pilares

Desde 2018 no Fortaleza, Rogério Ceni se tornou um dos principais ídolos da história tricolor. O treinador conquistou uma Série B, um estadual e uma Copa do Nordeste, além de ter levado a equipe para a Copa Sul-americana desse ano.

Nesse período, Ceni mudou o Tricolor de patamar e deu uma identidade ao clube. Além dos seus comandados, as categorias de base começam a praticar as ideias adotadas pelo técnico no profissional. O Centro de Excelência é um passo importante para que isso seja ainda mais eficaz.

Dentro das quatro linhas, Ceni preza por um time extremamente intenso e vertical. Dessa forma, o treinador precisa de peças com essas características e que se doem ao máximo para que o esquema seja moldado da forma correta. Além da qualidade técnica, os jogadores precisam ter um elo com a história do Fortaleza e Tinga, Osvaldo e Romarinho tem essas nuances.

O lateral-direito já passou por muita coisa no Leão. De criticado a ídolo, Tinga começou 2020 mantendo uma bola regularidade. O ala é o lateral do Brasil com mais participações diretas para gols com dois tentos marcados e quatro assistências.

Um dos maiores ídolos recentes do Tricolor, Osvaldo lidou com problemas físicos nos últimos anos, mas a grande reta final da Série A em 2019 lhe deu ainda mais fôlego para fazer uma grande temporada. Além de dribles e uma participação ativa na construção ofensiva do Tricolor, o camisa 11 tem 3 gols na temporada em onze jogos.

Outro expoente técnico do Fortaleza em 2020 é o veloz Romarinho. Muito criticado desde 2018,  o atacante teve uma mudança brusca na sua história no ano passado quando marcou o gol da classificação diante do Santa Cruz, pela Copa do Nordeste. De lá para cá fez uma grande Série A sendo um dos atacantes de lado com mais dribles executados. Além de ir muito bem pelas pontas, Romarinho flutua na região central do campo com muita categoria. Em 2020, o jogador tem quatro assistências em treze jogos.

Com a base consolidada e outros jogadores em maturação, Rogério Ceni tem um time na ponta dos cascos e ótimos pilares técnicos para continuar dando alegrias ao torcedor leonino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s