Presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, se posiciona sobre caso “Advincula”

Caso repercutiu negativamente entre a torcida

Na última terça-feira, 2, Advincula Nobre, Presidente do Conselho de Ética do Fortaleza Esporte clube se manifestou nas redes sociais de maneira homofóbica repercutindo negativamente entre os torcedores do Tricolor. Vale ressaltar que foi lançando um formulário para sócio-torcedores que querem a destituição de Advincula.

Na tarde desta quarta-feira, 3, o Presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, se pronunciou sobre o acontecido, ressaltando que: “todas as pautas que promovam a justiça social e a equidade têm o meu apoio pessoal e do clube que, por diversas vezes, se posicionou, defendeu e até mesmo quebrou o silêncio – caminho “mais fácil” escolhido por aqueles que não querem lidar com o contraditório.” disse, Marcelo.

View this post on Instagram

Irmãos tricolores, enquanto Diretoria Executiva, temos trabalhado incansavelmente para fazer que o nosso amado Fortaleza Esporte Clube seja a cada dia maior, não só dentro das quatro linhas, mas que tenhamos orgulho das nossas cores também fora de campo. Para isso, todas as pautas que promovam a justiça social e a equidade têm o meu apoio pessoal e do Clube que, por diversas vezes, se posicionou, defendeu e até mesmo quebrou o silêncio – caminho “mais fácil” escolhido por aqueles que não querem lidar com o contraditório. Mas a vida não permite atalhos e a relação de transparência que tenho com a torcida é algo que quero levar como marco, por isso, destaco que discordo da postura do senhor Advincula, que emitiu um posicionamento pessoal em suas redes sociais e não representa, em nenhuma hipótese, um grupo ou mesmo a nossa instituição. A referida postagem foi apagada pelo próprio autor, que a substituiu por um pedido de perdão. Conversei com ele hoje, se mostrou arrependido e me disse que como cristão é contra qualquer preconceito e que defende o respeito a todos os seres humanos feitos à semelhança de Deus. Ressalto ainda que o Conselho de Ética do FEC é um órgão independente, legitimamente eleito e que regula os próprios atos. Portanto, responsável por analisar qualquer medida que possa vir a ser tomada. Manteremos o respeito ao nosso Estatuto e a independência dos colegiados, para que não corramos o risco de recair em uma prática ilegal e tão repudiada neste momento. Por fim, deixo uma reflexão: “o perdão salva o mundo”. Ódio não se combate com ódio, mas com amor, paciência, sabedoria e resiliência. “ onde houver ódio que eu leve o amor” “ onde houver ofensa que eu leve o perdão” “ onde houver discórdia que eu leve união”

A post shared by Marcelo Paz (@marcelopaz) on

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s