Comissão de Ética investigará presidente do Barbalha FC

TJDF encaminhará processo ao Conselho de ética

O presidente do Barbalha FC, Lúcio Barão, está sendo investigado pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Estado do Ceará (TJDF-CE) por supostas irregularidades cometidas à frente do cargo. As denúncias partem do próprio vice-presidente do clube, Roberto Macedo.

Segundo Roberto, Lúcio Barão cometeu crime de lavagem de dinheiro e desvio de verba, além do esquema de apostas, que virou caso nacional após ser apresentado no Fantástico, telejornal dominical da TV Globo.

Por envolver clubes de outras federações, o TJDF entendeu que a investigação deveria ir para um órgão de âmbito nacional. O procurador Luciano Bezerra encaminhou o processo ao Conselho de Ética.

Lúcio Barão está afastado de suas funções no clube pelo período de 30 dias. Ele deverá ser ouvido nesta segunda-feira, 1°. O processo local corre em segredo de justiça.

Procurado para um direito de resposta, nenhum responsável no Barbalha se pronunciou até o fechamento desta matéria momento.

Deixe uma resposta